“O SENHOR é o meu pastor, nada me falta” Salmos 23:1

Muitos são os livros em que a Umbanda poderá extrair conhecimentos e inspirações.
Certamente um dos que mais nos farão refletir e mudar nossas atitudes é a Bíblia Entre seus diversos livros, epístolas, cartas, evangelhos, provérbios, profecias, etc.

O livro dos Salmos traz algumas frases e alguns textos bastante interessantes.Vejamos o Salmo 23, que em seu versículo 1° traz a frase que dá o título deste texto.

“O SENHOR é meu pastor, nada me falta” (algumas traduções o final da frase fica “nada me faltará”).

É uma afirmação forte em que aquele que profere a sentença diz claramente que o senhor que guarda sua vida, guia seu caminho e que lhe mantém unido a todos é Deus. Ou seja, se coloca como rebanho divino, e aceita esta condição demonstrando a humildade de se portar aos pés, sob os cuidados de Deus. Logo em seguida afirma que nada lhe falta, ou seja tudo o que possui atualmente é o que lhe cabe, é o que lhe é de direito e aceita isto. Percebamos que a segunda afirmação é a explicação da primeira.

Se o Senhor é o meu pastor, logicamente nada me falta ou faltará. Aquele que profere este Salmo está claramente aceitando seu destino, e isto lhe dá a certeza de que por tudo que passar será merecedor, pois o meu Pastor é o Senhor.

Mas esta frase não é fruto do comodismo, do marasmo e assim da inércia. É sim uma frase para que deixemos de reclamar de nossos problemas, de nossos sofrimentos, e que possamos entender que se hoje estamos sofrendo é porque ontem plantamos a dor.

Mas mesmo tendo esta certeza nada nos impede de que lutemos sem parar para abreviarmos esta nossa expiação, e só faremos isso buscando servir, amando a todos.

Ou seja, ser espiritualista, compreender a lei do karma, não significa não lutar, não buscar a todo instante maneiras para cessar o nosso sofrimento e o sofrimento alheio. Aliás é justamente para isso que sofremos, para irmos atrás da cura, para trabalharmos pela cura.

E a cura está na certeza de que o Senhor é meu Pastor, nada me falta, e Ele me guiará por verdes campos, me mostrará os locais de fonte de água limpa, e mesmo que eu ande pelo vale das sombras, nenhum mal me alcançará, pois temos a certeza de que Deus está conosco. Ou seja, mesmo que meu espírito acorde nos umbrais, não devo temer, ou me revoltar, mas sim devo perceber mais uma oportunidade de trabalho e serviço aos nossos Orixás.

Para encerrar trago aqui uma frase que demonstra a certeza deste texto, escrita pelo espírito do Pai João de Aruanda pelas mãos mediúnicas de Robson Pinheiro no livro “Alforria”

“A pessoa mais feliz não é aquela que tem mais, é a que menos necessidade tem”.

Deixe uma resposta