Fundamentos de Umbanda III – O poder e a razão das velas

A Vela é o maior elemento e instrumento mágico presente na Umbanda. Praticamente nenhum trabalho é realizado sem a presença de pelo menos uma vela. 

A vela sintetiza os quatro elementos com destaque para o fogo e a terra. Em geral as velas são produzidas pela parafina que é um derivado do petróleo, que nada mais é do que elementos orgânicos em milhares de anos acumulados e decompostos. Há algumas velas que são produzidas por cera, seja cera de carnaúba (uma árvore, palmeira, do Nordeste), seja pela de cera de abelha. As duas também são produtos orgânicos. 

A principal intenção de uma vela é a iluminação, o caminho de luz. É a chama de uma vela que simboliza a presença da energia iluminada, a representação da energia que a entidade ou que nós estamos querendo trazer. 

Além disso, a vela é um elo, uma ligação entre aquele que está pedindo, aquele a quem o pedido é destinado Orixá, Deus, entidade, e aquele para quem o pedido é, podendo ser a própria pessoa ou seu familiar, amigo, etc., ou seja o destinatário do pedido. Por isso a importância da atenção e da concentração no momento de acendermos uma vela. 

A vela pela própria ação do fogo simboliza a magia: a terra sob a ação do fogo se transforma em ar e água. 

O número das velas pode representar inúmeras situações. Desde a diferença entre questões matérias e espirituais, até a própria simbologia humana. Em geral utilizamos 7 velas, para que aquela ação, aquele pedido, aquele agradecimento entoem nas 7linhas, nas sete emanações de Deus-uno onde tudo está concentrado. 

E assim por diante. 

As cores das velas têm como significado principal a vibração original dos Oixás, assim verde para Oxossi, amarelo para Oxum, etc. Mas em determinados trabalhos as cores podem significar ouro, vida, paz, etc. E mesmo assim mantém em si a força do Oixá regente daquela cor. 

Temos que lembrar também que a ação de uma vela poderá ser ainda a consumação de determinada energia, a transmutação daquele estado em luz e calor. A Vela poderá ainda ser uma força de encaminhamento, de fluxo energético para resgatar e encaminhar espíritos. Poderá, também, ofuscar, destruir, intimidar espíritos malfazejos para que percebam a energia do amor e da luz Dvina. 

Isso estamos falando da vela, mas em geral há uma composição entre vela, fumo, comida, bebida, ponto riscado, etc. A união desses elementos produzirá uma variante de significados e de poderes amplos.

Deixe uma resposta