Sábado, 01 de Novembro de 2014

Iansã

A Orixá

Iansã/Oiá é a Orixá mais guerreira. Não teme a demanda, na foge da luta ou dela se esquiva. Dominando os ventos, tempestades e o fogo Iansã usa esse elementos para praticar a justiça, para levar seu axé, ao mesmo tempo que com esses elementos afugenta os malfeitores, os envolve com sua beleza, os prende ou os espanta.

Iansã é a condutora dos espíritos, e com Omolu divide esse domínio. Enquanto Omolu cuida do processo de desencarne, o desligamento do espírito com a carne, Iansã conduz os espíritos depois do trabalho de Omolu para os locais de seu merecimento. 

Assim como o vento é um Orixá da renovação. (lembremos da expressão bons ventos). Normalmente Iansã sopra a brisa, que irá disseminar a vida, as sementes das plantas, o pólen que depois originará os frutos e assim por diante. Mas mesmo a tempestade que tudo destrói é a oportunidade da renovação, da reconstrução. Desfaz-se do velho e aceita-se o novo. 

Sem o vento de Iansã não se evaporam as águas, e estas não se renovam e não se tem a vida com a chuva. É uma emanação de Deus que traz elementos de outros Orixás. 

Assim de Ogum aprendeu a guerra e os caminhos, de Oxossi a caça, de Omolu o domínio dos eguns, de Oxalá a fé e a realeza, a paciência e o raciocínio. Por isso Iansã traz a energia para os Terreiros para controlar as almas, envolvê-las nas energias divinas, traz com o vento a força e as energias que serão usadas nas curas e nos atendimentos dos terreiros.
 
 
ARQUÉTIPO

São pessoas em movimento. Assim como o vento não querem ficar parados. Se não podem se locomover, com certeza seus pensamentos são intensos e ininterruptos. Um filho ou filha de Iansã tem dificuldade de aceitar ordens de se subordinar, não toleram críticas e por isso dificilmente conseguem permanecer em um mesmo trabalho por muito tempo. Entretanto cumprem suas missões e suas tarefas com muito zelo, pois como não gostam de críticas se esforçam para fazer as coisas de forma certa e precisa. Por causa dessa sua forma de trabalhar querem que os demais façam o mesmo, se esforcem, façam as coisas direito.

Não aceitam ver injustiças, e não se calam ao ver algo que lhes desagrade, imediatamente falam, gritam, esbravejam, mostrando seu descontentamento, não por vaidade ou mimo, mas por que querem que alguém vá e resolva, conserte, quando não podem fazer por si mesmas. Ao ver uma briga onde um homem grande e um homem pequeno lutam, de imediato vai defender o pequeno, mesmo sem saber quem é o responsável. Não aceita a opressão dos pequenos e indefesos.

São pessoas categóricas, e persistentes. Em geral sabem dominar o sexo oposto, atraí-los com seu charme. São muito explosivas, e com a mesma impetuosidade em que explodem ao acabarem com tudo voltam ao normal com muita rapidez. Ao contrário dos filhos de Ogum que também são impulsivos os filhos de Iansã não sentem remorso e nem ficam se torturando após a explosão. Simplesmente voltam ao normal.

Alguns dos seus filhos gostam de uma intriga ou de uma fofoca. Não sentem muito quando precisam de uma chantagem emocional para angariar seu objetivo. Gostam de ser o centro das atenções. Não conseguem disfarçar sua alegria ou sua tristeza. Por serem francos e transparentes não são pessoas dissimuladas, ou falsas.

Quando estão com alguém ou inseridos em uma comunidade, são leais e companheiros, defendendo seus entes queridos com toda a sua força. Não gostam que pessoas de fora de sua família ou de sua comunidade venham a dar palpite, fazer crítica sobre sua casa e sua família. Todos os seus atos são justificáveis, todos os atos dos seus entes são justificáveis, mesmo aqueles que todos acreditam ser injustificáveis, pois são adeptos da expressão popular "sapo de fora não dá palpite".

Em um conflito não pensam muito em estratégia, vão com tudo para cima, a coragem e a disposição são mais importantes. Não perdoam com facilidade traições e em podem ser vingativos, quando não controlam essa ira. Tem uma facilidade em manipular elementos, gostam da magia e dos encantos que ela desvela. Podem usar toda essa facilidade em prol de seus semelhantes.

Sua saudação: Epa Hei significa falar com espanto Olá. Esse espanto de grandeza de admiração ao ver o Orixá e dizer a ele Olá Iansã, Olá Oiá.

Dia da semana – Segunda-feira ou quarta-feira

Cor – Alaranjado

Ervas – Folhas de romã, folhas de pessegueiro, folhas de gerânio vermelho, folhas de bambu, espada de santa-bárbara, folhas de morango, folhas de louro, sensitiva ou dormideira;
Dysfunction herbal erectile viagra, canadian drug store erectile disfunction treatments.

Amalá – 7 velas laranjas, 7 velas brancas, fitas laranjas e brancas, água mineral servida em coeté, Acarajé (9 unidades), flores brancas e laranjas (de preferência palmas) 

Outras comidas – milho verde cozido e coberto com mel, pêssego, carambola, manga-rosa, maçã, romã.


TULAP - Terreiro de Umbanda Luz, Amor e Paz - Cabana do Pai Tobias de Guiné
Rua José Fernandes Maldonado, 255A Bairro Alto 
Curitiba - Paraná - Brasil
  Importante: Todas as informações contidas neste site são de responsabilidade de seus criadores, informações desenvolvidas pelo Terreiro de Umbanda Luz, Amor e Paz. Use estas informações com responsabilidade e ética.